ENSINANDO E ORIENTANDO PARA O RESULTADO

Sempre com o olhar do otimista racional, buscamos provocar a reflexão sobre qual é o papel do líder para a obtenção dos resultados de sua equipe. A pergunta proposta é: se o líder não ensina e não orienta, quais são as possíveis conseqüências? A prática nos mostra que o comando distante do time provoca a quebra do relacionamento vertical da estrutura, ou seja, o liderado, “órfão” de acompanhamento, passa a agir de forma autônoma (a seu modo), podendo provocar erros (retrabalho). Outro possível efeito é a prevalência da autodefesa de cada subordinado, ora acusando o seu colega ora recorrendo ao chefe do chefe para denúncias. Em resumo, o trabalho é afetado por um “clima pesado” que gera desconfiança e insegurança.

Para alcançar os objetivos o líder deve montar o seu time ou assumir as pessoas que lá estão sob a bandeira de “conversar” muito com a turma. Este “papo” pode ser individual no primeiro momento, buscando conhecer melhor a pessoa e as principais características da mesma. Conhecendo todos, o responsável poderá aproveitar a complementaridade das competências.

Saber o resultado que se espera é fundamental, pois algumas metas são inatingíveis, o que pode levar o grupo à frustração. Vejam o quão importante é o líder, pois ele tem que negociar com o seu superior, ou se for o dono tem que ter bom senso, para definir padrões de trabalho desafiadores e que estimulem a todos. Na seqüência vem o dever de garantir os recursos necessários para a “labuta”.

Depois disso tudo vem a “abnegação” por ensinar e orientar os passos ao time e acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos, “trabalhando”. É isso mesmo o chefe também trabalha, atua na estratégia, na tática e dá suporte para a operação.
Imagine um bando de pessoas trabalhando sem ensinamento e orientação? Creio que temos alguns elementos que mostram a importância do comando e, ao final, o que se pretende é atingir as metas em um ambiente de trabalho bom. O bônus será o líder inspirando as pessoas, criando assim boas condições para o engajamento e é daí que surgem os seus seguidores/admiradores. O líder é o professor!

Pin It on Pinterest